Impacto do COVID-19 em São Tomé | Impact of COVID-19 in São Tomé

Atualizado: Jul 7


(english below)


A pandemia provocada pelo coronavirus (COVID-19) chegou a São Tomé e Príncipe no mês de Abril e desde então o Programa Tatô viu-se forçado a aplicar medidas extraordinárias, respeitando as decisões do governo. Numa altura em que a temporada de desova chegou ao fim, alguns membros da equipa regressaram ao seus países de origem e o trabalho de campo foi reajustado. Apesar das equipas locais terem continuado com as ações de proteção e monitorização nas praias de desova e de monitorização marinha, de modo a evitar capturas oportunistas, outras atividades foram suspensas, como as ações de sensiblização nas escolas e comunidades. As atividades de observação de tartarugas marinhas e o ecoturismo não sofreram um grande impacto, uma vez que a temporada de desova já se encontrava praticamente no fim. No entanto, o estúdio de artesanato do nosso grupo produtivo, que depende do turismo para sobreviver, foi suspenso, ameaçando a condição socioeconómica das 17 mulheres que investiram na produção e venda de artesanato original, feito com materiais reciclados e tecido Africano como meio de subsistência alternativo à venda de produtos derivados de tartaruga marinha. Estes produtos são vendidos em lojas, hotéis e pontos turísticos do país, que foram também encerrados devido ao confinamento e à ausência de turistas. Para reverter esta vulnerabilidade económica que se fazia sentir, o grupo produtivo, em parceria com a BirdLife Internacional e a Oikos - Cooperação e Desenvolvimento, e com a supervisão do Programa Tatô, resolveu confecionar máscaras reutilizáveis com tecidos africanos de cores alegres, para serem distribuídas gratuitamente pelas comunidades mais vulneráveis da zona tampão do Parque Natural de Obô da ilha de São Tomé. Adicionalmente, as atividades previstas durante a Semana da Tartaruga Marinha foram também canceladas, dando lugar à celebração de uma forma virtual e segura, através de mensagens de conservação acerca do mar, das tartarugas marinhas e das sua ameaças, transmitidas na Rádio Nacional de São Tomé e Príncipe.


Solidarizamo-nos com todos aqueles que foram diretamente afetados pelo vírus em todo o mundo, especialmente as populações mais vulneráveis, que já sofrem com a degradação ambiental, com o acesso limitado a cuidados de saúde adequados por razões financeiras ou geográficas. Continuamos comprometidos com a nossa missão de conservar as tartarugas marinhas e de contribuir para uma gestão sustentável dos ecossistemas marinhos e costeiros, para garantirmos um planeta cada vez mais saudável, com pessoas saudáveis.


//


The coronavirus pandemic (COVID-19) arrived in São Tomé and Príncipe in April and since then, Programa Tatô has forced to implement extraordinary measures, to respect the measures adopted by the government. In a period in which the nesting season came to an end, some members of the team returned to their countries of origin, and the fieldwork was adjusted. Despite the fact that the field teams continued to develop protection and monitoring actions on the nesting beaches and in-water monitoring actions, avoiding opportunistic sea turtle harvesting events, other activities were suspended, as it was the case of the awareness actions in schools and communities. The turtle watching and ecotourism activities did not suffer a significant impact once the nesting season was already in the end. However, the handicraft studio of our productive group, which depends on tourism to survive, was suspended, jeopardizing the socioeconomic condition of the 17 women that had invested in the manufacture and sale of original handcrafts made from recycled materials and African fabrics as an alternative livelihood. These products are for sale in local shops, hotels and touristic points of the country, that are currently close due to the lockdown and absence of tourists. To reverse the economic vulnerability that was felt, the productive group, in partnership with BirdLife International and Oikos – Cooperação e Desenvolvimento and under supervision of Programa Tatô, decided to create reusable masks with colorful African tissues to be freely distributed among the most vulnerable communities of the buffer zone of Obô Natural Park of São Tomé Island. Additionally, the activities planned to the Sea Turtle Week were also canceled, making way for a virtual and secure mode of celebration, through transmitting conservation messages about the sea, sea turtles, and its threats, on the National Radio of São Tomé and Príncipe.


We want to show solidarity with everybody that was directly affected by the virus all over the world, especially the most vulnerable populations, that already suffer from environmental degradation and have limited access to adequate health care due to financial or geographic reasons. We continue committed to our mission of protecting sea turtles and to contribute to the sustainable management of marine and coastal ecosystems, guaranteeing a healthier planet with healthy people.